quinta-feira, 23 de abril de 2015

14 razões para não estudar Latim



Dizia um velho professor de Latim: «Quanto melhor for a raiz duma árvore, melhores serão os seus frutos.» No entanto, eu dou-vos 14 razões para não alimentarem as vossas raízes, juntamente com uma mensagem para descodificarem:

      I – PRIMA – Ignora o Latim, pois ele é considerado por todos como uma língua morta, que não é falada por ninguém. Além disso, não evolui, não se altera e, por isso, não tem necessidade de acordos ortográficos.
      II – SECUNDA – Retirar-te-á tempo para navegares pelo Facebook ou pelo Twitter, porque é uma língua rigorosa e cheia de regras. Talvez, por isso, lhe chamem a matemática das línguas.
      III – TERTIA – Obrigar-te-á, com certeza, a uma elevada concentração, visto que cada palavra pode ter várias terminações, consoante as diferentes funções sintáticas desempenhadas nas frases.
      IV – QUARTA – Não serás considerado erudito ao estudar essa língua, mas sim uma avis rara que estudará o passado.
      V – QUINTA – Imaginarás e fantasiarás imensas histórias, pois essa disciplina está cheia de mitos e histórias do mundo da ficção.
      VI – SEXTA – Apesar de ser a língua oficial do Vaticano, este já traduz para outras línguas os seus comunicados oficiais escritos em Latim.
      VII – SEPTIMA – A maior parte da literatura latina, quer antiga, quer medieval, quer moderna, já se encontra traduzida noutras línguas.
      VIII – OCTAVA – A missa já não é celebrada em Latim desde 1969, apesar do Papa Bento XVI ter regulamentado essa possibilidade em 2007.
      IX – NONA – Não dará jeito enviares mensagens em Latim para os telemóveis dos teus colegas, porque eles dificilmente te compreenderão.
      X – DECIMA – Obrigar-te-á a conhecer a origem de muitas palavras da nossa língua.
      XI – UNDECIMA – Qualquer aluno de Direito sabe que a legislação atual se rege pelo Direito Romano e que existe já tradução para todas as expressões usadas por aquela ciência da justiça.
      XII – DUODECIMA – Apesar de haver livros do Astérix e Obélix em Latim, nem estes heróis o compreendiam ou suportavam, pois eles resistiram, anos e anos, aos romanos no seu reduto da Gália.
      XIII – TERTIA DECIMA – Já ninguém olha para as inscrições latinas espalhadas pela nossa sociedade com o intuito ou curiosidade de saber o que significam.
      XIV – QUARTA DECIMA – Não há necessidade de perdermos o nosso tempo a tentar descodificar esse idioma, pois quando temos sede, já não precisamos de ir beber água a uma fonte; podemos saciá-la em qualquer língua ou tradução.

Se te inscreveres na disciplina de Latim, descobrirás ainda mais algumas desvantagens…

Post Scriptum – Encontrarás a chave da descodificação da minha mensagem na primeira letra das primeiras seis razões

Sem comentários:

Enviar um comentário